O recalque de Fernando

O recalque de Fernando

Por Waldemar Borges

“Quero ser o primeiro a dar apoio à reeleição de Paulo”. Essa frase foi dita publicamente por Fernando Bezerra Coelho há apenas seis meses. O senador declarou muito mais: “tenho um compromisso inafastável com a Frente Popular e com a liderança de Paulo Câmara. Sou senador pela força da Frente Popular. E o meu compromisso é com o sucesso do governador Paulo Câmara. Quebrará a cara quem apostar em briga e em divisões”. É dele ainda: “Paulo só tenho uma coisa a lhe dizer: muito obrigado. Muito obrigado. Muito obrigado por tudo”.

Essa coletânea de declarações de Fernando Bezerra Coelho só mostra que, para ele, a palavra não é um patrimônio. E reforça a instabilidade do senador, que só tem compromisso com seus projetos pessoais de poder.(Fernando querer agora se apresentar como o representante da continuidade do projeto de Eduardo é risível. Basta lembrar que ele, apesar da forte pressão que exerceu, foi sumária e categoricamente preterido em 2014 e Paulo foi o escolhido para suceder o então governador.

Como já disse Paulo, Fernando gosta de muitas versões. Por isso, fica difícil comentar qualquer declaração dele. Ele muda muito de opinião. São tantas versões que hoje é uma coisa, amanhã é outra totalmente diferente.  Sua vida pública é um exemplo de sucessivos movimentos de puro oportunismo.

Ele foi ministro do governo Dilma. Tem um filho ministro de Temer. Uma hora elogia um e critica o outro. Depois inverte. Hoje ele é uma coisa. Amanhã, é outra.

A diferença entre Paulo e Fernando é simples. Enquanto Fernando se preocupa em defender uma pauta voltada exclusivamente para suas conveniências de momento, Paulo Câmara está cuidando da pauta da população. Está trabalhando para manter Pernambuco de pé, apesar da crise que vem estraçalhando boa parte dos estados brasileiros. No Governo Paulo, Pernambuco chegou ao primeiro lugar no Ensino Médio no país. É o Governo que honra compromissos com servidores mensalmente, como deve ser. Foi feito o maior investimento em segurança pública deste Estado. O Pacto pela Vida é monitorado pessoalmente pelo governador junto com representantes de outros Poderes. Fernando dizer que o Pacto acabou é atingir a todos que semanalmente estão lá no monitoramento de um programa, que embora enfrente e venha superando dificuldades, é reconhecidamente o mais exitoso do Brasil no enfrentamento ao crime, da última década.

A maior contratação de policiais da história de Pernambuco tem o carimbo do governo Paulo. É uma gestão responsável, comprometida com um projeto de Estado que inaugurou e continua inaugurando um novo tempo na vida dos pernambucanos.

Pernambuco tem gestão. Tem decisão. Paulo é reconhecidamente um gestor, por essência. Sem arrogância, porque disso não precisa para se afirmar. Dizer qualquer coisa em contrário é recalque e despeito de alguém que se julga superior aos outros, mas só conseguiu disputar cargo majoritário em Pernambuco respaldado pela Frente Popular.