Assembleia Legislativa cria a Frente Parlamentar em Defesa do Ramal de Suape na Transnordestina

IMG-20210813-WA0010

A Assembleia Legislativa de Pernambuco aprovou em sua reunião plenária desta quinta-feira (12.08) a criação da Frente Parlamentar em Defesa do Ramal de Suape na Transnordestina. Proposta apresentada pelo deputado Waldemar Borges, a Frente Parlamentar fortalece e se soma aos esforços até agora feitos para que o Governo Federal, que financia a obra,  mantenha o traçado original do projeto da ferrovia, que prevê mais de 1,7 mil quilômetros de trilhos que ligariam o município de Eliseu Martins (PI) aos portos de Pecém (CE) e de Suape (PE). Recentemente, em live do jornal Valor Econômico, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, declarou ser economicamente inviável a manutenção dos dois ramais (Pecém e Suape), afirmando ainda que a União priorizaria o ramal cearense.

De acordo com o deputado Waldemar Borges, a intenção anunciada pelo ministro representa uma ameaça à economia de Pernambuco. “ O  modal ferroviário contribuiria para a redução dos custos com transporte gastos por importantes setores produtivos de Pernambuco. As  cadeias produtivas teriam ganhos em termos de competitividade, levando à geração de empregos e renda no Estado”, destacou.

Para Borges, a declaração do ministro é inaceitável, uma vez que Suape tem inúmeras vantagens em relação ao Porto de Pecém, entre elas, uma menor extensão, sendo 92km mais curto; 41% das obras já concluídas contra 15% do trecho Missão Velha-Pecém; e menor investimento para conclusão (estimada em R$ 1,4 bilhão a menos). “Não queremos uma luta fraticida entre Pernambuco e o Ceará. Mas, embora numa comparação técnica e objetiva, Suape tenha várias vantagens em relação a Pecém, o que advogamos é que a Transnordestina seja entendida como uma obra estruturadora para o País. Vamos levantar a bandeira da unidade para que ela possa ser o que se propõe a ser: uma intervenção integradora da economia nordestina com o resto do País e do mundo”, afirmou.

Além do deputado Waldemar Borges, que tem a coordenação, a Frente é composta pelas deputadas Laura Gomes e Priscila Krause e pelos deputados Aluísio Lessa, Tony Gel, Isaltino Nascimento, Erick Lessa, Fabrízio Ferraz, Diogo Moraes e José Queiroz.

Foto: Jarbas Araújo/Alepe